Histórico

A História do Batalhão de Polícia de Guarda se confunde com a história do Sistema Prisional Paranaense.

Em 1821, ainda durante o Império Português, os presos foram transferidos e alojados nas instalações de um antigo asilo para pessoas dementes, nessa ocasião, a guarda dos presos ocupou as instalações de um hospital maternidade, que fora desativado.

Os sentenciados da Justiça, quando o Paraná integrava a Província de São Paulo, cumpriam suas penas em instalações existentes no próprio aquartelamento do então Corpo Policial.

 

Primeira denominação:

A guarda, então, passou a denominar-se Destacamento da Milícia Estadual, que tinha por encargo a Manutenção da Segurança e Vigilância da População Carcerária.

A Unidade, portanto, não sofreu significativas mudanças históricas, exceto quanto ao efetivo do contingente, que foi sendo ampliado, dado ao constante aumento da população carcerária.

 

Segunda denominação:

Em 27 Out 1964, da história recente, o Governo do Estado do Paraná, baixou o Decreto nº 16.316, criando o Corpo de Polícia de Estabelecimentos Penais (CPEP).

 

Finalmente BPGd:

Em função da Reorganização das Polícias Militares do Brasil, através da Inspetoria Geral das Polícias Militares (IGPM), o Governo do Estado baixou a Lei de Organização Básica da Polícia Militar (LOB/PMPR) nº 6.774, de 08 Jan 76. Com essa Lei, a Unidade CPEP passou a denominar-se Batalhão de Polícia de Guarda – BPGd.

O mesmo Decreto Governamental que criou o Batalhão de Polícia de Guarda, criaria também a 1ª, 2ª e 3ª Companhia de Polícia de Guarda.

Atualmente o BPGd está sediado na Cidade de Piraquara, e conta com quatro companhias.