• novas viaturas
  • helicopter_graer
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Intranet
  • Estado

Força Verde Mirim

O projeto visa formar parceiros e despertar a consciência ambiental. Segundo o comandante da Força Verde, tenente-coronel Sérgio Filardo, a ação foi feita pelo batalhão e apresentado à Klabin, que se tornou parceira por desenvolver um trabalho que visa a preservação da natureza. “Tudo o que você ensina de bom para as crianças elas repassam a outras crianças e aos adultos”, disse Filardo.

Segundo o comandante, uma forma das informações ambientais chegarem aos adultos é pelas crianças e este é um dos motivos da criação da Força Verde Mirim. “A cobrança de uma criança surte mais efeito que a de um adulto. A opinião das crianças e dos adolescentes é respeitada”, afirmou Filardo, explicando que os participantes do projeto são do Colégio Estadual Gregório Teixeira e da Escola Municipal Presidente Castelo Branco.

As crianças e adolescentes foram selecionadas pelos professores dos dois colégios. A escolha é uma espécie de reconhecimento aos alunos que são dedicados aos estudos e auxiliam na conservação do colégio. Mas crianças e adolescentes que estavam afastadas dos estudos e das atividades da escola também terão oportunidade de se integrar a partir do projeto. Quarenta estudantes foram escolhidos.

O Força Verde Mirim trata da educação ambiental e também da inserção social. Entre as atividades programadas para os participantes estão palestras sobre fauna, flora, recursos hídricos, agrotóxicos, destinação correta de lixo reciclável e ainda lições de ordem unida e civismo. Durante o curso, que tem duração de um semestre com aulas sempre aos sábados, os alunos receberão auto de infração mirim onde poderão “autuar” adultos e conscientizar sobre a preservação da natureza.

Ao final, eles receberão o certificado de agente ambiental mirim. Para as aulas, ganharão uniforme semelhante ao dos policiais militares da Força Verde, o que é um incentivo a mais para que se sintam integrantes diferenciados do batalhão. As aulas acontecem no parque ecológico da Klabin, onde já funciona um centro de estudos de animais silvestres. As crianças foram autorizadas pelos pais ou responsáveis que assinaram um termo de compromisso liberando a participação delas.
Recomendar esta página via e-mail: