• novas viaturas
  • helicopter_graer
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Intranet
  • Estado

RPMon - Equoterapia

É um método terapêutico e educacional que utiliza o movimento e encantamentos do cavalo para se conseguir habilitar ou reabilitar indivíduos com necessidades especiais, buscando desenvolvimento global do ser humano.
A relação entre cavalo e homem é um método terapêutico e educacional, que utiliza o cavalo dentro de uma abordagem interdisciplinar, nas áreas de saúde, educação e equitação, buscando o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas com necessidades especiais.
Ela emprega o cavalo como agente promotor de ganhos neuropsicomotor e educacionais. Esta atividade exige a participação do corpo inteiro, contribuindo assim, para o desenvolvimento, do equilíbrio, força, tônus muscular, flexibilidade, relaxamento, conscientização corporal e coordenação motora.
A interação com o cavalo, incluindo os primeiros contatos, o ato de montar e o manuseio final, desenvolve novas formas de socialização, autoconfiança e auto-estima.

Princípios básicos da Equoterapia - O prazer de montar


A andadura do cavalo imprime movimentos tridimensionais, ou seja, em três eixos distintos para cima e para baixo, para um lado e para o outro e para frente e para trás, que são poderosos estímulos somatossensoriais, proprioceptivos e vestibulares para o praticante cavaleiro.
* Desenvolver a flexibilidade do praticante pelo estímulo à via dos substratos do controle motor local através de readequação postural tendo em vista que ao se deslocar o cavalo tira o cavaleiro de seu ponto de gravidade, assim sendo, o corpo do praticante involuntariamente busca um novo ponto de equilíbrio e acomodação..
* Desenvolver o equilíbrio do praticante pelo estímulo aos substratos de controle motor postural, reações de ajuste, de defesa e de endireitamento corporal.
* Aperfeiçoar o assento do praticante pelo estímulo do controle motor global. Nesta fase o praticante aperfeiçoa e aplica o Feedback/feedforward adquiridos, que permite manter-se equilibrado, fixo à sela, unir-se coordenada e harmoniosamente aos movimentos do cavalo, desenvolvendo com o animal um conjunto biomecânico melodioso.
Metas a serem atingidas
* A equoterapia tem como meta restabelecer ao praticante retorno a suas atividades de vida diária ou melhorá-las para que o praticante sinta-se confortável na sua vida social e familiar.
*Também inclui-se como meta terapêutica restabelecer as faculdades neuropsicomotoras do praticante para que ele possa almejar ou alcançar o desenvolvimento neural, motor e psicológico o mais normal possível; e se possível ser inserido em esportes que demandam autocontrole motor, psicológico e mental como esporte equestre, que além de necessitar de harmonia entre o cavaleiro e cavalo exigem do cavaleiro autocontrole em todas as suas faculdades sejam elas mentais, psicológicas ou motoras.
Programas de Equoterapia - Confiança e Objetividade
A equoterapia divide-se em quatro programas: hipoterapia, educação/reeducação, pré-esportiva e esportiva, sendo este último programa não considerado por algumas linhas de tratamento.

A prática da equoterapia busca benefícios neuropsicomotores as pessoas com necessidades físicas, psicológicas e/ou mentais, tais como:
- Encefalopatia crônica não progressiva;
- Acidente Vascular Encefálico;
- Atraso no desenvolvimento Neuropsicomotor;
- Síndrome de Down e outras;
- Traumatismo Crânio-Encefálico;
- Trauma raque medular;
- Esclerose Múltipla;
- Disfunção na Integração sensorial;
- Dificuldades da aprendizagem ou linguagem;
- Distúrbios do Comportamento;
- Hiperatividade;
- Transtorno do espectro autista;
- Traumas;
- Depressão;
- Estresse;
- Entre outros.

O RPMon e a Equoterapia


O Regimento de Polícia Montada "Coronel Dulcídio" é uma unidade especializada de Cavalaria, pertencente a Policia Militar do Estado do Paraná, que exerce a atividade de Policiamento Montado, com abrangência em todo o Estado.
Todavia esta Unidade também procura cumprir com sua função social perante a sociedade, tanto que no dia 22 de Outubro de 2004, foi criado o Centro de Desenvolvimento e Pesquisas "Sd. Josué Cipriano Diniz", com sede na própria Unidade, tendo como objetivo realizar a equoterapia e atender Policiais Militares e seus dependentes, bem como pessoas da comunidade. Porém, a atividade de equoterapia iniciou no RPMon em meados de 1996, quando alguns Policiais Militares começaram a atender um ou dois praticantes.O Centro é filiado a ANDE - Brasil e atualmente todos os profissionais do nosso Centro são Policiais Militares, dos quais temos: fisioterapeutas, educador físico e instrutor de equitação, nas especialidades do Centro estão incluídas a Hipoterapia, Equitação Terapêutica e pré esprotivo.
Para ingresso no Centro é obrigatória a indicação médica, avaliação do fisioterapeuta Policial Militar, além da aceitação das regras do Centro, o qual possui regulamento que normatiza todas as questões que envolvem os profissionais, o tratamento, o praticante e seus responsáveis.
Os Policiais Militares do Centro de Equoterapia possuem cursos na área, como Curso Básico de Equoterapia, Curso Avançado de Equoterapia e curso de equitação terapêutica; e também fazem policiamento ostensivo e participam de operações quando se faz necessário.
No ano de 2008, todos os membros do Centro participaram do IV Congresso Brasileiro de Equoterapia, onde forma apresentados vários trabalhos científicos realizados no Brasil e fora dele, além da presença de vários profissionais da área que repassaram alguns de seus conhecimentos. No ano de 2015 vários profissionais deste centro passaram pro capacitação técnico científica na Granja do Torto em Brasília- DF ( Associação Nacional de Equoterapia- ANDE BRASIL)

Requisitos para participar da Equoterapia no RPMon:

- Idade mínima: 03 anos de idade;
- Até 80kg (por ser uma média de 20% do peso do equino)
- Não serão aceitos no Centro de Equoterapia pessoas que possuem contraindicações médicas e/ou fisioterápicas.

Contato:

Telefone: (041) 3315-2771

 E-mail: equoterapia.pmpr@hotmail.com 
Recomendar esta página via e-mail: