• novas viaturas
  • helicopter_graer
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Intranet
  • Estado

Rodovias

11/09/2017

Batalhão de Polícia Rodoviária encerra “Operação Independência” em virtude do feriado prolongado

Por Marcia Santos
Jornalista PMPR
 
O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) intensificou as ações ao longo dos mais de 12,8 mil km de rodovias estaduais durante o feriado prolongado de 7 de Setembro (Dia da Independência do Brasil). A “Operação Independência” contou com o empenho dos efetivos das seis companhias da unidade que iniciaram as atividades na tarde de quarta-feira (06/09) e seguiram até às 23 horas de domingo (10/09) com abordagens, bloqueios de trânsito, testes etilométricos, radares e verificação de documentos.

De acordo com o Comandante do BPRv, coronel Antônio Zanatta Neto, a imprudência por parte dos condutores elevou os índices durante o feriado prolongado em 2017. “O excesso de velocidade e as ultrapassagens em locais indevidos foram os maiores indicadores de vítimas no trânsito rodoviário. Tivemos um grande fluxo nas rodovias estaduais, mas estávamos preparados para qualquer situação, inclusive aumentamos os números de autuações com radar, o que mostra que os policiais atuaram nos trechos apontados como possíveis pontos de acidentes”, explica.

Em todo o Paraná, nos cinco dias, foram registrados 132 acidentes, nove mortes, 137 feridos, quatro atropelamentos, 12 infrações de trânsito pelo Art. 165 e oito infrações pelo Art. 306 (crime de embriaguez), além de 579 testes etilométricos, 2.393 autuações, 5.227 imagens de radar e 77 veículos foram retidos. No mesmo período de 2016 foram registrados 113 acidentes, oito mortes, 111 feridos, três atropelamentos, 12 infrações de trânsito pelo Art. 165 e 10 infrações pelo Art. 306 (crime de embriaguez), além de 601 testes etilométricos, 1.995 autuações, 3.991 imagens de radar e 176 veículos foram retidos.

Na quarta-feira (06/09) foi registrado o maior número de testes etilométricos (191) e na sexta-feira (08/09) de acidentes (34 casos). Na quinta-feira (07/09) e no sábado (09/09) foram os dias com maior índices de mortes (3 em cada) e de autuações (567). Já no domingo houve o maior número de feridos (52), de atropelamentos (2) e de imagens de radar (1.979). Os dias com maior número de veículos retidos foram a quarta-feira (06/09) e o domingo (10/09) com 17 em cada.

LITORAL - Somente nas rodovias estaduais que ligam ao litoral do estado foram registrados 11 acidentes, um óbito, seis feridos, nenhum atropelamento, uma infração pelo Art. 165, uma infração pelo Art. 306, 145 autuações de trânsito geral, 1.194 imagens de radar, 23 veículos retidos por alguma irregularidade e 56 testes etilométricos. No mesmo período do ano passado foram registrados quatro acidentes, nenhuma morte, três feridos, dois atropelamentos, duas infrações de trânsito pelo Art. 165 e duas infrações pelo Art. 306 (crime de embriaguez), além de 19 testes etilométricos, 151 autuações, 1.302 imagens de radar e 23 veículos foram retidos.

Os dias nos quais ocorreram mais acidentes foram a sexta-feira (08/09) e o sábado (09/09) com três em cada. Já a quarta-feira (06/09) foi o dia com maior número de testes etilométricos (30) e de veículos retidos (9). O maior índice de imagem de radar foi na sexta-feira (08/09) com 368, de autuações foi no domingo (10/09) com 42. Os dias com maior número de feridos foram na quinta-feira (07/09) e sábado (09/09) com dois em cada.

Os policiais rodoviários acompanharam o fluxo de veículos e reforçaram a fiscalização em diversos trechos para inibir, além da embriaguez ao volante, outras atitudes perigosas como a ultrapassagem em local proibido e outros delitos que podem ocasionar acidentes fatais. As equipes fizeram bloqueios em locais pré-definidos, atividades rotineiras de verificação de documentação e de infrações de trânsito rodoviário.

A operação contou com policiais do serviço administrativo e com as novas viaturas adquiridas pelo Governo do Estado recentemente nos 58 postos de fiscalização do batalhão. Além disso o BPRv atuou em conjunto com a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) para fiscalizar o transporte de cargas perigosas e de cargas vivas.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.