• novas viaturas
  • helicopter_graer
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Destaque Polícia Militar
  • Intranet
  • Estado

Policiamento do Interior

12/07/2019

Policiamento do BPFron surpreende grupos em regiões da fronteira do estado e mais de 80 caixas de cigarro são apreendidas

Por Marcia Santos
Jornalista PMPR

Grupos que praticavam o contrabando em áreas da fronteira do estado foram surpreendidos por policiais do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), que atuaram em duas ocorrências distintas entre a última quinta (11/07) e sexta-feira (12/07). As ações flagraram o transporte de mais de 80 caixas de cigarros contrabandeados do Paraguai. Parte do tabaco foi achado dentro de um porto clandestino, utilizado para a passagem irregular desses produtos ao Brasil. A outra foi apreendida no interior de dois veículos.

O Corpo de Operações de Busca e Repressão Aquática (COBRA), unidade pertencente ao Batalhão, foi o responsável pelas apreensões, que aconteceram nas cidades de Mercedes e Guaíra, no interior do Paraná. A primeira situação, na quinta feira (11/07), envolveu a localização de aproximadamente 50 caixas originadas do Paraguai, que estavam escondidas em uma embarcação.

Na hora do descarregamento desses produtos, os policiais agiram rápido e interviram a ação criminosa dos rapazes que estavam ali. Também conseguiram apreender todo o material, que foi, como de praxe, encaminhado à Delegacia para a tomada de medidas cabíveis ao caso. Os responsáveis pelos descarregamentos correram para uma região de mata fechada e não foram localizados.

Uma situação bastante semelhante foi registrada no dia seguinte, quando uma equipe policial percebeu uma movimentação suspeita de rapazes durante um patrulhamento de rotina na zona rural de Guaíra. O grupo, que estava distribuído em dois carros, acabou se dispersando com a chegada dos policiais, mas abandonaram os dois veículos. Foi então que mais uma apreensão grande aconteceu: cerca de 35 caixas de cigarros, retiradas dos dois automóveis, foram levadas à Delegacia para que os procedimentos cabíveis pudessem ser tomados.
Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.