Revolução de 1924

A Revolta Paulista de 1924, também chamada de 'Revolução Esquecida', "Revolução do Isidoro", "Revolução de 1924" e de "Segundo 5 de julho", foi a segunda revolta tenentista e o maior conflito armado da cidade de São Paulo. Teve início na madrugada de 5 de julho e durou 23 dias. A revolta foi motivada pelo descontentamento dos militares com a crise econômica e a concentração de poder nas mãos de políticos de São Paulo e Minas Gerais.

Invadiu o movimento revolucionário de 5 de julho de 1924, em São Paulo. A Corporação paranaense mobilizou-se organizando o 1º Batalhão de Infantaria, comandado pelo Cap. Joaquim Antonio de Moraes Sarmento, que foi posto a disposição do Governo Federal.

O 1º Batalhão só regressou à sede em março de 1925, depois de desbaratados completamente os revolucionários, tendo desempenhado bravamente as perigosíssimas missões que lhe foram dadas, merecendo o comandante Sarmento, seus Oficiais e Praças, os maiores elogios por parte das autoridades federais e a cujas disposições serviam.

  • Combate em Santo Anastácio
    Combate em Botucatu
    Combate em Santo Anastácio
    Combate em Botucatu