Barcos, redes de pesca, armas e anzóis são apreendidos durante abordagens da Operação Ostensividade Aquática no Interior do estado
01/06/2020 - 14:15

Marcia Santos
Jornalista Responsável

 

Desde a última semana, o Batalhão de Polícia Ambiental Força-Verde (BPAmb-FV) reforçou abordagens e fiscalizações por conta da proibição da pesca em águas continentais diante da estiagem que atinge o Paraná. Neste fim de semana, as equipes que atuam nas regiões Oeste e Noroeste do estado fizeram abordagens e apreenderam dois barcos, 800 metros de redes de pesca, dois anzóis, duas armas de fogo e munições.

 

Na região do rio Pirapó, as equipes de policiais militares ambientais fizeram orientações a população sobre a proibição da pesca e também da prevenção aos crimes ambientais nas estradas rurais próximas ao rio. O trabalho rendeu 14 veículos abordados e fiscalizados, e 25 pessoas orientadas.

 

Já na região do rio Cantu, as equipes intensificaram o patrulhamento nos acessos ao rio e também ao reservatário da usina do Rio Cantu. Durante a fiscalização 19 veículos foram abordados, duas embarcações abordadas e recolhidas, 800 metros de redes de pesca, cinco anzóis e dois joão bobo apreendidos.

 

No Oeste do estado, na região do rio Piquiri, houve um flagrante de caça ilegal. Os policiais militares faziam patrulhamento aquático próximo à cidade de Mariluz quando percebeu o som de latidos de cães de caça. A equipe desembarcou para verificar a situação e abordou um homem que portava um revólver de calibre.38. Segundo o BPAmb-FV, o suspeito teria afirmado que tinha documentação para a caça, mas foi apurado que ele estava em situação irregular. Na casa dele havia uma espingarda de calibre .32.

GALERIA DE IMAGENS