Comandantes de unidades de Curitiba recebem instrução sobre atendimento de ocorrências de violência doméstica
15/09/2020 - 16:50

O 1º Comando Regional de Polícia Militar (1º CRPM), responsável pelo policiamento da Capital do estado, iniciou, na manhã desta terça-feira (15/09), um ciclo de palestras para aprimorar os atendimentos de violência doméstica. Participaram da instrução, oficiais e comandantes de todos os batalhões de Curitiba e aconteceu no Salão Nobre do Quartel do Comando-Geral da PM, respeitando todas as normas de distanciamento social.


De acordo com o Comandante do 1º CRPM, coronel Hudson Leôncio Teixeira, a ideia da palestra surgiu após assistir as instruções onlines da Corregedoria da PM. “Como nós percebemos um aumento o número de acionamentos de violências domésticas aqui em Curitiba após o início do isolamento social, resolvemos instruir nossos oficiais para que esse conhecimento chegue até os policiais que estão nas ruas e saibam o que fazer e como melhorar o nosso atendimento nesse tipo de ocorrências”, explicou.


“Esse é um problema que não pode ser ignorado e após essa palestra nós saímos com muitas dúvidas sanadas e essa é uma forma de preparar ainda mais a nossa tropa para melhor atender a nossa população”, disse o coronel Hudson.


Durante a instrução, a tenente Carolina Pauleto Ferraz Zancan, da Corregedoria Geral da PMPR, falou sobre a construção da imagem da mulher desde a infância. Por exemplo, desenhos como A Branca de Neve e A Bela Adormecida trazem a mulher apenas como alguém que espera pelo príncipe encantado para resolver todos os seus problemas. Já desenhos mais atuais como Valente e Moana – Um Mar de Aventuras trazem protagonistas fortes e mostram que meninas/mulheres também podem ser super-heroínas.


A tenente Carolina também explicou particularidades da Lei Maria da Penha (2006), quais são os direitos que a mulher que está sofrendo violência doméstica tem a sua disposição. “O policial militar precisa ter conhecimento para que durante a ocorrência ele possa passar essas informações para a vítima e que ela saiba que o poder público está do seu lado”, explanou.


“Essa palestra é relacionada a conscientização no atendimento humanizado da violência doméstica pelas equipes policiais, então esse ciclo de palestra foi elaborado pela COGER para todo o efetivo da Polícia Militar e a pedido do coronel Hudson hoje passamos esse material um pouco mais detalhado para os comandantes de batalhão e companhia”, explicou a tenente Carolina.


Durante a sua fala, a tenente Carolina também explicou sobre o ciclo da violência, que consiste no Aumento da Tensão, o Ato da Violência e o arrependimento, além de entender que a violência não precisa ser necessariamente física, mas que também pode ser violência psicológica, sexual, patrimonial e moral.


Para saber mais detalhes sobre a Lei Maria da Penha basta clicar aqui e para mais informações e outros detalhes basta entrar no site do Instituto Maria da Penha clicando aqui.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias