Em menos de 24 horas, PM elucida sequestro, prende autores e resgata família no Noroeste do estado; três pessoas são presas
02/12/2019 - 20:19

Marcia Santos

Jornalista Responsável

 

Uma família de Cambira, cidade com cerca de 7 mil habitantes, foi salva por policiais militares após passar por momentos de tensão entre a noite de domingo (1°/12) e a tarde desta segunda-feira (02/12), ao serem mantidos em cativeiro após um roubo. Todos foram resgatados sem nenhum ferimento e colocados a salvo. O 10° Batalhão de Polícia Militar (10° BPM), pertencente ao 2° Comando Regional da PM (2°CRPM), prendeu dois homens, uma mulher, e apreendeu duas armas de fogo e dois carros.

O sucesso da operação se deu pela integração entre o Serviço de Inteligência com as equipes policiais ostensivas que faziam as diligências para localizar os autores do crime. Desde o primeiro atendimento, ainda na noite de domingo, viaturas e equipes fizeram buscas e coletaram informações durante toda a madrugada, até descobrir pistas que indicassem o paradeiro da família. A operação contou com apoio de equipes de Cambira, Jandaia do Sul e Apucarana (10° BPM), de Maringá e Mandaguari (4° BPM) e de Nova Londrina.

“Para nós, elucidar essa ocorrência representa dar pronta resposta num caso complexo, que demandou o empenho de vários policiais militares e viaturas. Tivemos ainda apoio da Polícia Civil de Cambira para chegar a esse resultado”, destacou o capitão Vilson Laurentino, porta-voz do 10° Batalhão.

O drama da família iniciou-se por volta de 23 horas, quando um homem invadiu a casa e levou cativos a mulher, de 42 anos, e o filho, de 6, fugindo com o carro das vítimas (GM/S10). O marido, de 45 anos, também foi levado como refém no segundo carro da família (VW Polo). De acordo com o 10° Batalhão, vizinhos perceberam a movimentação estranha na casa, e ao não conseguirem contato por celular com os moradores, acionaram a PM.

Ainda de madrugada o homem foi liberado pelos sequestradores e foi localizado pela equipe policial. Também foi recuperada a S10, na qual tinha um simulacro de arma de fogo longa usada no crime. Ao repassar as características de um dos suspeitos, as equipes policiais rodaram pela região a procura do homem, o que se concretizou por volta de 10 horas. Ele foi levado ao Destacamento da PM em Cambira para a lavratura do Boletim de Ocorrência e acabou entregue à Polícia Civil.

Pouco tempo depois, os policiais militares encontraram o local do cativeiro em Maringá, há quase 70 quilômetros de Cambira. “Quando os suspeitos perceberam a chegada da viatura, correram e abandonaram os reféns. Eles fugiram para uma casa e depois foram resgatados por outros comparsas que estavam em uma moto”, detalhou o capitão Vilson.

Com as vítimas em segurança, os esforços da PM concentraram-se, a partir de então, na localização dos demais envolvidos no roubo. Em continuidade à ação, os policiais militares descobriram o paradeiro dos homens em uma casa na cidade de Mandaguari (PR) na tarde desta segunda-feira. “Na abordagem houve confronto e um rapaz, de 30 anos, entrou em óbito, e um adolescente, de 17, acabou ferido. Foram apreendidas uma pistola de calibre 9mm e um revólver de calibre .38”, disse o capitão Alves.

Na casa foram presos um homem, de 24 anos, e uma mulher, de 19, ambos por envolvimento no caso. No fim da tarde, o veículo VW Polo foi encontrado abandonado na cidade de Nova Londrina. O carro foi entregue na 21ª Subdivisão Policial (21ª SDP) para os procedimentos cabíveis.

GALERIA DE IMAGENS