Policiais e bombeiros militares podem participar da consulta pública do Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social
07/08/2020 - 21:27

Os militares estaduais de todo o Paraná podem participar da consulta pública para o Plano Estadual de Segurança Pública e Defesa Social na elaboração de ações de todas as áreas da segurança pública previstas para até 2035. O documento faz parte de um programa da Secretaria da Segurança Pública que deve ser implantado até o final deste ano. Para participar, o policial militar deve acessar a Plataforma Web do site do programa.

A iniciativa é com base na Lei Federal nº 13.675, de 11 de junho de 2018, para criar um plano de ações das forças de segurança pública e de defesa social das esferas federal, estadual e municipal com a participação da comunidade. No documento disponibilizado para consulta pública, o policial militar poderá sugestionar as ações inseridas nos planos de cada área da segurança pública de Polícia Judiciária, Policiamento Ostensivo, Polícia Penal e Polícia Científica, as quais vão nortear as decisões da Pasta no futuro.  

O plano estadual foi inspirado em iniciativas semelhantes que ocorreram em outras regiões do mundo como Nova Iorque e Europa, e em estudos desenvolvidos por especialistas, dados e análises de segurança pública. O plano do Paraná é alinhado com o Plano Nacional de Segurança Pública e Defesa Social, o qual estabelece 15 objetivos relacionados a diversos temas, como a redução de crimes contra a mulher, o combate ao narcotráfico, fortalecimento da logística e da estrutura das corporações de segurança pública, entre outros.

Para a criação do plano foram estabelecidos três comitês: o de coordenação (composto pelos integrantes da Assessoria de Planejamento Estratégico e Gestão de Projetos - APEP - e equipe da FIEP); o de especialistas (composto por representantes de cada unidade vinculada da Secretaria da Segurança Pública - SESP e indicados por elas); e o estratégico (composto por autoridades governamentais e da SESP).

Os policiais e bombeiros militares podem se inteirar melhor sobre o assunto por meio dos vídeos disponibilizados no site da Sesp.  

Últimas Notícias