Réveillon nas estradas estaduais termina com 112 acidentes e oito mortos no Paraná; no Litoral não houve óbitos
02/01/2020 - 13:03

Marcia Santos

Jornalista Responsável

 

O Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) encerrou os trabalhos da Operação Réveillon na manhã desta quinta-feira (02/01) com o registro de 112 acidentes, 137 feridos e oito mortes em todo o estado. No Litoral, o trabalho preventivo foi essencial e não houve morte em acidente de trânsito nas rodovias estaduais. O balanço aponta ainda a forte atuação do batalhão contra a embriaguez ao volante, que resultou em mais de 2,8 mil testes etilométricos e 18 prisões em todo o estado.

“A avaliação é positiva, aplicamos grande efetivo, com viaturas e motos, além de utilização de equipamentos específicos. Priorizamos a fiscalização para crimes de trânsito, com o intuito de preservar a vida. As infrações foram coibidas também, principalmente no tocante ao excesso de velocidade, à ultrapassagem em local proibido e à embriaguez ao volante, causas principais de acidentes graves de trânsito que podem resultar em mutilados, feridos graves e mortes. O trabalho, então, foi intenso para coibir crimes de trânsito e preservar a vida”, disse o Comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária, tenente-coronel Olavo Vianei Francischetti Nunes.

A operação iniciou-se na tarde de sexta-feira (27/12), às 14 horas, e seguiu até as 8 horas desta quinta-feira (02/01). O extenso período foi delimitado por conta do fluxo intenso nas rodovias estaduais para as comemorações de Ano Novo. Em comparação com a mesma época do ano passado, neste ano os índices de acidentes e de pessoas feridas teve uma leve alta, isso porque neste Réveillon a operação teve duração de sete dias, um dia a mais que a mesma operação do ano passado.

De acordo com o balanço do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), comparando esta Virada de Ano com a anterior, houve um aumento de 21,74% nos acidentes (de 92 subiu para 112), e 12,30% de pessoas feridas (de 122 foi para 137). As mortes nas rodovias estaduais caíram de nove para oito casos, ou seja, uma redução de 11,11% e as autuações gerais caíram 22,09% (de 2.985 foi para 2.092).

Neste ano, o Batalhão Rodoviário reforçou todas as operações e atividades preventivas e repressivas com relação a embriaguez ao volante. Nas abordagens, os policiais militares rodoviários flagraram vários casos de motoristas embriagados e lavraram autuações. Essa adequação resultou em 2.871 testes etilométricos, ou seja, uma média de 410 testes por dia, e representa ainda um aumento de 336,32%.

Nesta modalidade, foram feitas 43 autuações e 18 prisões por embriaguez ao volante neste Réveillon, contra 18 autuações e cinco prisões no mesmo período do ano anterior, um aumento de 138,89% e de 260%, respectivamente. “As pessoas descem ao Litoral, ingerem álcool e insistem em dirigir, por isso, foi a infração que apareceu com número mais significativo. Essa conduta é infratora e, às vezes, criminosa, então, além da responsabilização por multa, dependendo do nível de alcoolemia, o condutor pode ser encaminhado para a delegacia”, complementou o tenente-coronel.


LITORAL – Com a operação Verão Maior 2019/2020 em andamento, o Batalhão Rodoviário da PM redobrou as ações na faixa litorânea, principalmente nos acessos aos municípios de Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná. A avaliação do Comandante da 1ª Companhia do BPRv, capitão Francis Pirog, é de que os motoristas que vieram ao Litoral estão mais conscientes e, mesmo com o grande fluxo de veículos, procuraram horários alternativos para evitar congestionamentos. “Esse comportamento é importante porque contribui para aliviar os congestionamentos e, consequentemente, para garantir maior fluidez e evitar acidentes”, explicou.

Outro ponto importe segundo o capitão é que não houve mortes nas estradas estaduais do Litoral desde o início do Verão Maior 2019/2020, ou seja, do dia 21 de dezembro até a manhã desta quinta-feira (02/01). “O nosso foco sempre é a preservação da vida e, assim como ocorreu no Natal, não tivemos mortes. Isso é resultado das operações preventivas e do trabalho junto aos usuários das rodovias para que sejam mais responsáveis no trânsito”, acrescentou o capitão.

Neste feriado prolongado de Réveillon houve 18 acidentes e 16 feridos, contra 16 acidentes e 10 feridos na mesma época da temporada passada, o que representa um aumento de 12,50% nos acidentes e de 60% no número de pessoas feridas. No tocante à embriaguez ao volante, houve 619 testes etilométricos, ou seja, uma média de 88 testes diários feitos durante a Operação Réveillon, contra 226 no mesmo período do ano passado.

Também houve aumento no número de veículos retidos (14,81%), ou seja, de 81 veículos no Réveillon passado subiu para 93 na mesma época deste ano. Outro ponto de destaque foi a aplicação dos radares móveis para inibir o excesso de velocidade e as autuações de trânsito. As equipes fizeram 962 imagens (-23,59%) e 380 autuações gerais, ou seja, 46,18%.

GALERIA DE IMAGENS