BPTran abre a campanha do Maio Amarelo com blitz educativa para pedestres em Curitiba (PR)
07/05/2021 - 18:13

Marcia Santos

Jornalista Responsável

 

O Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran) abriu a campanha do Maio Amarelo com uma blitz educativa para pedestres no Calçadão da Rua XV de Novembro, em Curitiba, Capital do estado. A ação aconteceu na tarde desta quinta-feira (06/05) e os policiais entregaram panfletos e fizeram orientações sobre os cuidados que cada cidadão tem que ter no trânsito.


Segundo a Oficial de Relações Públicas da unidade, tenente Mayra Jaqueline Tonelli, o mês de maio será repleto de ações nas redes sociais e também com bloqueio de trânsito. “Nós estamos orientando as pessoas sobre o papel delas no trânsito, pois os pedestres são uma parte importante, juntamente com os carros e as motocicletas”, disse.


O panfleto entregue aos cidadãos que passavam no local traz orientações para que o pedestre evite acidentes, como: obedecer a sinalização de trânsito, atravessar sempre na faixa de pedestre, olhar sempre para os dois lados antes de atravessar uma rua, entre outras. Durante a abordagem, os policiais do BPTran também explicaram que 32% das vítimas fatais em acidentes de trânsito são as vítimas de atropelamentos, segundo o Projeto Vida no Trânsito.


Orientações como, não andar mexendo no celular e com fones de ouvidos também foram passadas aos transeuntes, pois isso contribui com a distração e aumenta o risco de atropelamentos. Agentes da Prefeitura e do Departamento de Trânsito do Paraná (DETRAN) também participaram da ação


O tema do Maio Amarelo de 2021 é Respeito e Responsabilidade - Pratique no Trânsito. Nesse sentido, as ações da Polícia Militar neste mês serão para reforçar aos usuários do trânsito a conscientização sobre a prática de atitudes de direção defensiva, do bom senso e do respeito à legislação.


Apenas em Curitiba, o BPTran registrou 56 atropelamentos, com 57 feridos no primeiro trimestre deste ano. Com relação ao mesmo período do ano passado, houve uma queda de 35,63% no número de atropelamentos, quando foram registrados 87 atropelamentos, 85 feridos e um óbito.


Sendo uma rua totalmente comercial, no Calçadão da XV passam milhares pessoas por dia, uma delas foi a Eliete Vaz, que pegou um panfleto e ouviu as orientações dos policiais militares. “É uma ação muito importante para que todas as pessoas se conscientizem sobre a importância de cada um fazer a sua parte para um trânsito mais seguro”, disse.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias