Polícia Militar de Cianorte vislumbra aproximação com a comunidade através de parceria com instituição solidária
23/08/2019 - 17:00

Por Marcia Santos

Jornalista PMPR

O “Recanto dos Velhinhos”, que fica em Cianorte, no Noroeste do Paraná, recebeu a vista de policiais militares e voluntários do projeto “Tacurando”, na última quinta-feira (22/08). Integrantes da 5ª Companhia Independente de Polícia Militar (5ª CIPM) estiveram no lar de idosos para cumprir com uma iniciativa que, segundo a Unidade, objetivou contagiar o ambiente através da solidariedade.

As atividades começaram no período da tarde. Membros da Corporação chegaram com violões e muita festa. Não é à toa que as pessoas se divertiram bastante com o bailão que aconteceu durante a visita. Sorrisos, música e carinho não faltaram. Os cães Argos e Frida também alegraram o dia dos idosos abrigados no recanto.

O evento ocorreu para cumprir a agenda de ações comemorativas que a Polícia Militar costumeiramente faz no mês de agosto, quando completa aniversário. Já são 165 anos de existência até aqui. Adolescentes da “Associação Rainha da Paz”, projeto que também recebe o carinho dos policiais em atividades desenvolvidas pela Corporação – como aconteceu durante um evento que o site da PMPR publicou na última quinta-feira (23/08) – participaram da visita aos idosos.

“Tacurando”: o projeto

Faltavam dias para o Natal, e a garota queria um presente. Desejava ganhar uma boneca para fazê-la companhia ao dormir. A criança pediu ela em uma das noites em que precisou ficar internada na Santa Casa de Cianorte, na ala da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), após algumas complicações em sua saúde. Era 2011. Quando 25 de dezembro daquele ano chegou, um grupo de pessoas entrou em seu quarto com uma boneca. A tão desejada boneca. Dias depois, ela partiu. Tinha 11 anos apenas.

A vontade de ajudar outras crianças, como aquela paciente, porém, continua viva até hoje. A história dela foi a inspiração para a criação do projeto “Tacurando”, composto por voluntários que lutam para mudar, ao menos por um dia, a vida de pacientes que estão passando por momentos difíceis. O grupo de pessoas envolvidas cresceu. Dobrou. Triplicou. Hoje, já são mais de 60 voluntariados que organizam visitas a lares e hospitais de Cianorte. A Polícia Militar, que também preza pelo trabalho comunitário, já acompanhou o grupo em várias delas.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias