Regimento da PM completa 142 anos de história de heroísmo e atenção à população com o serviço de Equoterapia
17/08/2021 - 13:24

Em 142 anos, o Regimento de Polícia Montada Coronel Dulcídio construiu uma história de luta e sacrifício pela democracia e fez a diferença nas batalhas da Revolução Federalista e a Guerra do Contestado. A unidade se remodelou para continuar atendendo a sociedade com o policiamento preventivo e com o serviço de Equoterapia, que em 30 anos já atendeu mais de 5 mil famílias. A cerimônia de comemoração, nesta segunda-feira (16/08), enalteceu os que ajudaram a fortalecer a unidade, os quais receberam a medalha Heróis da Cavalaria. 

A primeira-dama do Governo do Paraná e Presidente do Conselho de Ação Solidária, Luciana Saito Massa, prestigiou a cerimônia para demonstrar apoio às atividades desenvolvidas pela unidade, principalmente o serviço de Equoterapia, que em maio deste ano completou 30 anos de serviço e mais de 5 mil famílias atendidas. 

“É uma honra comemorar os 30 anos da Equoterapia aonde a gente sempre busca melhorar para alcançar cada vez mais as famílias. É uma alegria ver esse trabalho no Regimento, o carinho que os policiais têm com as famílias, a maneira como acolhem, pois o tratamento começa na recepção ao batalhão e vai até o último dia de tratamento”, disse.

A cavalaria sempre foi o recurso mais valioso de qualquer exército antigo. A imponência e força do animal causava grande impacto na moral dos adversários e sua aplicação em campo de batalha era decisiva para a vitória. Os tempos mudaram e a tecnologia suplantou o uso dos animais nos confrontos armados, porém a conexão do homem com o cavalo não foi abalada, mas adaptada para a realidade da sociedade com relação a  segurança pública.

Nesse contexto, a Polícia Militar aperfeiçoou o Regimento, que se tornou uma unidade especializada para prestar apoio aos demais batalhões de área em todo o estado. Com treinamento diferenciado para policiamento hipomóvel, na área da prevenção de crimes, de Polícia de Choque para grandes eventos e no controle de distúrbios civis, os cavalarianos se tornaram um recursos importante para aplicação estratégica do Comando da Corporação.

“O Regimento é um orgulho para a Polícia Militar do Paraná. São 142 anos de serviços bem prestados, temos o serviço de Equoterapia que atende várias famílias carentes, dentre outras atividades feitas em apoio ao policiamento regular. O Regimento é muito bem quisto pela nossa Corporação e pela sociedade pelo belíssimo trabalho que tem feito no campo operacional e no atendimento às famílias com a Equoterapia”, disse o Comandante-Geral, coronel Hudson Leôncio Teixeira.

Para o Comandante do Regimento, tenente-coronel Emídio Angelotti, comandar a unidade mais antiga da Corporação e com uma história carregada de heróis e exemplos de sacrifício é uma honra. “
É uma satisfação estar no Comando do Regimento e, além de 142 anos do Regimento, comemoramos os 30 anos da Equoterapia, que já atendeu mais de 5 mil pacientes, uma marca bem expressiva. A solenidade foi muito bonita, e ficamos gratos por receber convidados uma data tão especial”, disse.

RECONHECIMENTO – Militares estaduais e autoridades civis foram condecorados com a medalha Heróis da Cavalaria, um agradecimento da unidade concedida aos que foram além do necessário e se sobressaíram com dedicação pelo fortalecimento do Regimento. O soldado Alexandre Francisco de Souza Felau da Silva, que há sete anos trabalha na Equoterapia e foi condecorado, destaca que a maior satisfação é ver os resultados dos alunos que passam pelas sessões de atendimento. 

“A população procura muito a Equoterapia e nós atendemos com grande prazer. Essa homenagem é de grande importância e vai ser lembrada para sempre. Trabalhar com crianças que precisam de ajuda e poder oferecer ajuda realmente é muito gratificante”, disse.

Também houve um momento especial de agradecimento ao cavalo Herodes, que depois de 15 anos servindo na Corporação, será aposentado. Herodes foi o fiel companheiro de um grupo seleto de militares estaduais ao longo dos anos em diversas missões, como operações policiais, atuação em grandes eventos, como jogos de futebol, e também em manifestações e outras situações de grande envergadura. O prêmio ao cavalo foi uma coroa de cenouras e o carinho de todos os presentes na solenidade.

Em um momento de reflexão espiritual, o pastor Ozeias Costa, do Programa de Assistência às Forças de Segurança da igreja Universal, fez uma oração e abençoou todos os integrantes do Regimento de Polícia Montada. Ele leu versículos do Salmo 91, sobre os policiais militares colocarem Deus em primeiro lugar em suas vidas para que possam sempre estar no abrigo de Deus, principalmente nos momentos de dificuldade.

EQUOTERAPIA – Desde a criação do programa, mais de 5 mil famílias já foram atendidas pelo serviço, a maioria jovens e crianças. A Equoterapia é aplicada em complemento a outras terapias em casos de paralisia cerebral, Síndrome de Down, hiperatividade, TEA (Transtorno do Espectro Autismo), acidente vascular encefálico, entre outras síndromes. O serviço começou a ser disponibilizado à população em 1991, sendo que em 2004 foi oficialmente criado o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Equoterapia Soldado Josué Cirpiano Diniz.

A sessão com o cavalo auxilia também no caso de crianças com dificuldade de concentração e outros distúrbios de aprendizagem, contribuindo para o desenvolvimento da mente e do corpo através do trabalho motor, emocional e cognitivo. As pessoas recebem acompanhamento de profissionais das áreas de Educação Física, Pedagogia, Fisioterapia e Equitação gratuitamente. A primeira-dama Luciano Saito Massa, acompanhada pelo coronel Hudson, inaugurou uma escultura comemorativa aos 30 anos da Equoterapia que ficará em local de destaque na unidade.

 

PRESENÇAS - Também estiveram presentes o comandante do 1°Comando Regional da PM (1°CRPM), coronel Lucio Wagner dos Santos; o Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Gerson Gross; o Diretor de Finanças da PM, coronel Gelson Marcelo Jahnke, o Diretor executivo da Fetranspar, tenente-coronel Manoel Jorge dos Santos Neto; o ex-comandante-geral da PM e presidente da ASSOFEPAR, coronel Luiz Rodrigo Larson Carstens; o Assessor Militar da Sesp, coronel Adilson Luiz Correa dos Santos; o presidente da AVM, coronel Washington Alves da Rosa; o Chefe do Estado-Maior do 1º CRPM, tenente-coronel Hailton Jun Matsumoto; o Comandante do BPTran, tenente-coronel Mario Henrique do Carmo; além de demais convidados, agraciados civis e militares estaduais.

GALERIA DE IMAGENS

Últimas Notícias